Diabetes pode gerar cegueira irreversível

Postado em: 23/06/2015 ás 2:47 PM / Categorias: Notícias / Nenhum Comentário /

O diabetes afeta cerca de 12 milhões de brasileiros segundo estimativa realizada pela Sociedade Brasileira de Diabetes com base no censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2010. A doença é multifatorial, no entanto, ocorre ou pela falta de insulina ou ainda pela sua incapacidade de exercer suas funções no organismo ocasionando o aumento da glicose no sangue.

A grande quantidade de glicose pode desencadear uma série de doenças e afetar órgãos como coração, rins e olhos. Dentre as doenças oculares desencadeadas pelo diabetes, a que mais causa cegueira é a retinopatia diabética. A doença costuma não apresentar sintomas evidentes no início, mas com o tempo pode gerar alterações na parede dos vasos sanguíneos retinianos causando problemas como microaneurismas e hemorragias.

O especialista em retina do Hospital Francisco Vilar, Luciano Karol, explica que a principal causa de baixa visual no diabético é o edema macular e que existem dois tipos de retinopatia. “Os pacientes diabéticos que não adotam os devidos cuidados podem apresentar a retinopatia diabética na sua forma não proliferativa ou proliferativa. A não proliferativa por sua vez pode ser subdividida em leve, moderada ou severa de acordo com o tipo e extensão dos danos causados a retina. A visão central que usamos para a leitura fica prejudicada e decorre devido a presença de fluido, hemorragias e gorduras na mácula. Já a proliferativa apresenta uma gravidade maior, pois se manifesta quando a doença dos vasos sanguíneos da retina progride surgindo vasos anormais, os neovasos”, afirma o retinólogo.

Dr. Luciano Karol

O oftalmologista Luciano Karol explica que o diabetes pode desencadear uma série de doenças nos olhos, dentre essa doenças oculares a que mais causa cegueira é a retinopatia diabética.

Os riscos de desenvolver a doença são potencializados por fatores como a falta de controle dos níveis de glicose no sangue ou ainda em pacientes hipertensos, gestantes, afrodescendentes.  O tempo de doença também é um agravante, pois quanto mais se convive com a doença maior são as chances de desenvolver o problema.

Sendo uma doença sem cura é importante que os diabéticos adotem alguns hábitos saudáveis para evitar a retinopatia diabética. Logo, controlar o açúcar no sangue e a pressão sanguínea, seguir uma dieta adequada e praticar regularmente atividades físicas são alguns dos cuidados básicos.

Aliado a isto é importante fazer o acompanhamento médico, pois outras doenças como glaucoma e catarata, que se caracteriza pelo surgimento de opacidades no cristalino (lente natural do olho) também podem surgir decorrente do diabetes. Sem um tratamento adequado essas doenças podem levar a cegueira.

Comments are closed.