Lavar as mãos regularmente evita infecções oculares

Postado em: 05/05/2017 ás 4:21 PM / Categorias: Notícias / Nenhum Comentário /

Infecções comuns como resfriados, gripes e parasitoses intestinais são transmitidas pelas mãos, que são utilizadas cotidianamente no manuseio de alimentos ou em atividades no trabalho, escola, limpeza e diversas outras, em que o risco de contaminação é comum.

Com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância de higienizar as mãos, foi criado o Dia Mundial da Higienização das Mãos, comemorado no dia 05 de maio. O simples ato de lavar as mãos com frequência pode impedir a propagação dessas e de outras doenças infecciosas.

A superfície ocular, por exemplo, é uma região bastante afetada devido a sua sensibilidade e exposição diária aos agentes infecciosos. Uma das doenças causada pela falta de higiene das mãos é a conjuntivite. A inflamação da conjuntiva provocada por vírus é contagiosa e incômoda, uma vez que, causa inchaço nas pálpebras, olho vermelho, intolerância à luz e visão embaçada.

De acordo com o presidente da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital de Olhos Francisco Vilar, Fábio Martins, a conjuntivite viral pode durar de cinco a sete dias se tiver um tratamento adequado. “Os sintomas podem ser atenuados com o uso de soro fisiológico gelado e colírios lubrificantes, além da limpeza. Para evitar a propagação da conjuntivite viral é fundamental lavar as mãos com frequência e não levar as mãos aos olhos. O ideal é que o tratamento seja acompanhado por um oftalmologista”, explica.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) explica como dever ser feita a higienização das mãos em algumas situações. Confira:

Higienização simples das mãos:

  • Abra a torneira e molhe as mãos sem encostar na pia;
  • Aplique na palma da mão sabão líquido suficiente para cobrir toda a superfície das mãos;
  • Ensaboe a palma das mãos, friccionando-as entre si;
  • Esfregue a palma direita contra o dorso da mão esquerda (e vice-versa) entrelaçando os dedos;
  • Entrelace os dedos e friccione os cinco espaços interdigitais;
  • Esfregue o dorso dos dedos de uma mão com a palma da mão oposta (e vice-versa), segurando os dedos, com movimento de vai e vem;
  • Esfregue o polegar direito, com o auxílio da palma da mão esquerda (e vice-versa), utilizando movimento circular;
  • Friccione as polpas digitais e unhas da mão esquerda contra a palma da mão direita, fechada em concha (e vice-versa), fazendo movimento circular;
  • Esfregue o punho esquerdo, com o auxílio da palma da mão direita (e vice-versa), utilizando movimento circular;
  • Enxágue as mãos, retirando os resíduos de sabonete. Evite contato direto das mãos ensaboadas com a torneira;
  • Por fim, seque as mãos com papel-toalha descartável, iniciando pelas mãos e seguindo pelos punhos.

Fricção antisséptica das mãos (com preparações alcoólicas)

  • Aplicar na palma da mão quantidade suficiente do produto para cobrir todas as superfícies das mãos;
  • Friccionar as palmas das mãos entre si;
  • Friccionar a palma da mão direita contra o dorso da mão esquerda entrelaçando os dedos e vice-versa;
  • Friccionar a palma das mãos entre si com os dedos entrelaçados;
  • Friccionar o dorso dos dedos de uma mão com a palma da mão oposta, segurando os dedos e vice-versa;
  • Friccionar o polegar esquerdo, com o auxílio da palma da mão direita, utilizando-se o movimento circular e vice-versa;
  • Friccionar as polpas digitais e unhas da mão direita contra a palma da mão esquerda, fazendo um movimento circular e vice-versa;
  • Friccionar os punhos com movimentos circulares;
  • Deixar as mãos secarem naturalmente.

Anti-sepsia cirúrgica ou preparo pré-operatório das mãos

  • Abrir a torneira, molhar as mãos, antebraços e cotovelos;
  • Recolher, com as mãos em concha, o antisséptico e espalhar nas mãos, antebraço e cotovelo. No caso de escova impregnada com antisséptico, pressione a parte da esponja contra a pele e espalhe por todas as partes;
  • Limpar sob as unhas com as cerdas da escova ou com limpador de unhas, sob água corrente;
  • Friccionar as mãos, observando espaços inter digitais e antebraço por no mínimo 3 a 5 minutos, mantendo as mãos acima dos cotovelos;
  • Enxaguar as mãos em água corrente, no sentido das mãos para cotovelos, retirando todo resíduo do produto. Fechar a torneira com o cotovelo, joelhos ou pés, se a torneira não possuir fotosensor.

Comments are closed.