Lentes intraoculares trifocais oferecem visão plena para quem tem catarata

Postado em: 11/08/2016 ás 3:44 PM / Categorias: Notícias / Nenhum Comentário /

Promover a qualidade de vida dos pacientes é uma missão do Hospital de Olhos Francisco Vilar, que procura está sempre atualizando seus equipamentos e trazendo o que há de mais moderno na área da oftalmologia.  Uma das novidades do HOFV é a LIOs PanOptix, que são lentes trifocal de alta tecnologia e  um dos mais recentes lançamentos aprovados pela Anvisa, para pacientes submetidos a cirurgia de catarata no Brasil.

Dr. Tony Cantanhede

Dr. Tony Cantanhede

A PanOptix é uma lente intraocular de alta tecnologia trifocal, um dos recursos dessa lente é que ela permite não apenas a visão de longe e de perto, mas também a intermediária com uma nitidez excelente, sendo a melhor opção para quem deseja abandonar os óculos após a cirurgia da catarata.

“Estamos entusiasmados com essa nova tecnologia e certos de que os recursos e resultados, que hoje oferecemos, atendem com padrão elevado, o exigente público que nos confia sua visão”, disse o oftalmologista do HOFV, Tony Cantanhede.

Outros equipamentos existentes no HOFV também contribuem para tratamentos eficazes e satisfatórios. O LenSx é o primeiro laser de femtosegundo aprovado para a cirurgia de catarata no Brasil, já o sistema Centurion é uma tecnologia que estabelece um novo padrão de performance na cirurgia de catarata tradicional (facoemulsificação). Aliado a esses equipamentos, há o Verion que trabalha de forma mais assertiva para reduzir o erro refrativo no implante das lentes intraoculares de alta tecnologia que substituem o cristalino durante a cirurgia.

HOFV Catarata Alcon

O avanço tecnológico permite que o tratamento da catarata ofereça o máximo de precisão, planejamento, controle e execução da cirurgia.

Essas tecnologias são complementares e juntas oferecem o máximo de precisão, controle no planejamento e execução da cirurgia de catarata. “O avanço tecnológico na cirurgia da catarata permitiu a melhora no diagnóstico de muitas condições que outrora nos conduziram a resultados imprecisos e aquém das expectativas dos pacientes. Por exemplo, o cálculo da lente, no passado recente, ainda era feita com ultrasson, o que gerava uma margem de erro significativa e inaceitável para a atual biometria hoje feita com laser. Além disso, o advento do sistema de planejamento integrado VERION, que permite fazer simulações cruzadas entre as características do olho do paciente e os diversos tipos de lente existentes, trouxe para o cirurgião a possibilidade de oferecer propostas cirúrgicas de acordo com o perfil de cada paciente, assim como se aproximar das expectativas que eles almejam, com uma grande margem de precisão”, completou o médico.

CATARATA

 A catarata é um dos problemas oculares mais comuns e a principal causa de cegueira em todo o mundo. A doença surge comumente com a idade e gradualmente deixa a lente natural do olho (cristalino) opaco e a visão embaçada, dificultando a passagem de luz para a retina e a formação correta das imagens.

Só no Brasil, a doença atinge cerca de dois milhões de pessoas e surgem 120 mil novos casos por ano, segundo dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia.

LENTES INTRAOCULARES

 Na cirurgia de catarata é feito a remoção do cristalino (lente natural) do olho, que tornou-se opaco, substituindo por uma lente intraocular artificial.

Atualmente, o mercado de lentes intraoculares é muito amplo com características variadas. O tratamento associado ao implante de lentes intraoculares de alta tecnologia elimina erros refrativos, como a miopia, astigmatismo e presbiopia, recuperando mais três problemas em uma única intervenção cirúrgica. Portanto, converse com seu oftalmologista para saber o tipo de lente intraocular mais indicado para o seu caso.

Comments are closed.