Temporada de chuvas contribui para proliferação de conjuntivite em Teresina

Postado em: 16/04/2018 ás 4:53 PM / Categorias: Notícias / Nenhum Comentário /

Os primeiros meses do ano sempre são marcados por intensas chuvas no município de Teresina. A umidade tem favorecido o surgimento de doenças como a conjuntivite. O surto da doença vem preocupando a população, uma vez que, os tipos mais comuns podem ser transmitidos com facilidade, caso não sejam tomados os devidos cuidados.

A conjuntivite é uma irritação na membrana que recobre a parte branca do olho, denominada conjuntiva. Existem vários tipos de conjuntivite, no entanto, as mais comuns são: alérgica, viral e a bacteriana.

De acordo com o oftalmologista José Herculano, os três tipos da doença têm sintomas parecidos, como a vermelhidão e lacrimejamento no olho, mas cada uma conta com características específicas. “A conjuntivite viral, geralmente, produz uma secreção aquosa e a bacteriana produz secreção amarelada. Já a conjuntivite alérgica, pode ser confundida com a viral, mas costuma durar mais tempo”, explica.

Dr. José Herculano fala sobre cuidados, diferentes tipos e tratamentos para a conjuntivite.

 

O médico destaca que o surto identificado na capital é ocasionado principalmente por vírus. “A conjuntivite viral é extremamente contagiosa e é a mais comum porque o vírus têm mecanismos que fazem com que a infecção ocorra com mais facilidade, em comparação com as bactérias”, afirma o especialista, que acrescenta que a doença costuma durar em torno de uma semana, dependendo do tipo de vírus.

Quem contraiu a doença deve evitar coçar os olhos porque a ação pode traumatizar a membrana do olho e agravar os sintomas a longo prazo. Além disso, esfregar os olhos pode contribuir para que a conjuntivite se torne mais contagiosa, podendo ser transmitida de uma pessoa para outra por meio de um aperto de mãos, por exemplo. É importante consultar um oftalmologista para avaliar o problema. “Quem tem o diagnóstico de conjuntivite não deve frequentar escola ou trabalho por conta da transmissão”, recomenda Dr. José Herculano.

Para aliviar os sintomas causados, o paciente pode fazer a lubrificação ocular com soro fisiológico ou colírios lubrificantes. O médico alerta que o uso de água da torneira não é recomendável porque o cloro pode causar irritação após o uso prolongado. “De uma forma geral, a conjuntivite é uma doença benigna, mas em casos mais graves, pode trazer complicações como manchas que prejudicam a visão”, finaliza o oftalmologista.

Comments are closed.