Campanha Abril Marrom é dedicada à prevenção e combate ás diversas causas de cegueira

Postado em: 10/04/2020 ás 7:52 AM / Categorias: Notícias / Nenhum Comentário /

Estamos no mês dedicado à importância da prevenção e combate ás diversas causas de cegueira, o Abril Marrom. A campanha tem o objetivo de conscientizar a população e reduzir a incidência dos problemas de visão que levam à cegueira.

“A perda da visão atinge atualmente cerca de 1,2 milhões de brasileiros. Cerca de 60% das doenças oculares que causam cegueira são tratáveis e poderiam ser evitadas se a população procurasse um oftalmologista pelo menos uma vez ao ano”, revela Dr. Tony Cantanhede.

Dentre as causas de cegueira reversível estão a catarata, ceratocone e descolamento de retina (quando tratado com urgência). Já as principais causas de cegueira irreversível são o glaucoma, a degeneração macular avançada ou Retinopatia diabética.

“A catarata por se tratar de uma doença progressiva e lentamente evolutiva, somente a cirurgia de substituição do cristalino gera resultados efetivos para recuperação da visão. Por isso, ao notar qualquer embaçamento da visão e dificuldade para dirigir a noite por conta do brilho dos faróis, é necessário buscar ajuda de um oftalmologista”, recomenda o profissional.

O glaucoma é a principal causa de perda irreversível da visão, principalmente por ser uma doença silenciosa. “De maneira gradual e imperceptível surgem pontos cegos que só são percebidos depois de um dano maior e quando quase todo o nervo ótico já foi destruído”, explica o oftalmologista.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que 1% a 2% da população acima dos 40 anos é portadora de algum tipo de glaucoma e que causam cegueira permanente. Por isso, campanhas informativas como o Abril Marrom são importantíssimas para promoção de conhecimento da população e prevenção com consultas anuais ao oftalmologista. A regularidade nas consultas aliado ao tratamento adequado é o modo mais efetivo para manter uma boa visão.

Comments are closed.

Open chat
Powered by