Clima seco e baixa umidade do ar podem causar síndrome do olho seco

Postado em: 03/10/2018 ás 9:54 AM / Categorias: Notícias / Nenhum Comentário /

Com a chegada do B-R-O-BRÓ no Piauí, os cuidados com a saúde são redobrados em todas as áreas. Com a saúde dos olhos não é diferente.  No período mais seco do ano, os olhos ficam mais sensíveis e propensos a problemas oftalmológicos.

Segundo a oftalmologista Marina Costa, a oscilação do clima, tempo seco, poeira, uso de ventilador e ar condicionado, as queimadas e a baixa umidade do ar podem deixar os olhos mais propícios a inflamações, ocasionando problemas na visão. “Esses fatores causam irritação, vista embaçada, coceira e sensação de areia nos olhos. Principais sintomas da síndrome do olho seco”, relata.

Dra. Marina Costa explica que clima seco e baixa umidade do ar podem causar síndrome do olho seco.

A doença causa a diminuição da produção de lágrima ou deficiência em alguns de seus componentes, com desequilíbrio do filme lacrimal, que é o responsável pela lubrificação dos olhos.

Quem já possui predisposição ao ressecamento ocular, como idosos e pacientes que usam lentes de contato, devem ter ainda mais cuidados nesse período do ano. Assim como também quem passa muito tempo usando aparelhos eletrônicos, o que diminui consideravelmente o ato de piscar.

A síndrome do olho seco, se não tratada corretamente, pode evoluir para outras doenças mais graves, como a ulceração da córnea ou até mesmo na perda de visão. Por isso, a importância de se procurar orientação do oftalmologista.

“Ao observar os sintomas, evite o uso de colírios sem prescrição médica. O uso inadequado pode causar danos graves à visão. Cada paciente precisa ser tratado de maneira individual. Alguns colírios lubrificantes possuem conservantes que podem ser prejudiciais se usados de forma exagerada”, finaliza Dra. Marina Costa.

Comments are closed.